TRANSCRIÇÃO

John: So Sarah, you talked about competing in a rodeo. Have you done any other sports on horseback?

Sarah: Yeah. Well, not a sport. I used to have a job, and my job was to take people on horseback into the mountains in Wyoming. And it was a really fun job.
Everyday, we would saddle up, maybe 15 or 20 horses. And then we would take beginners, people who had never ridden horses before, and we’d show them how to lead the horses and get on the horses. And then, we’d go up into the mountains for two hours or four hours or sometimes all day.

John: Well, that sounds great.

Sarah: Yeah.

John: That was your job?

Sarah: That was my job, and it was really fun. We would walk along these cliffs, and people would get nervous and they’d say, “Oh no, isn’t my horse going to fall down the cliff?” And I’d say, “No. Your horse doesn’t want to fall down the cliff just like you.”

John: Yeah. Right.

Sarah: And the horses were really good. And to be honest, the horses mostly ignored the people on their backs.

John: Really?

Sarah: The horses, they knew the path that we were taking.

John: Oh.

Sarah: And sometimes, people would want to do something that’s dangerous like go too fast or go a different way. And the horses would ignore the people and go the way they’re supposed to.

John: That’s probably better.

Sarah: Yeah.

John: What about wild animals? You’re out going on horseback trail rides through the mountains, right?

Sarah: Yeah. And the area we went through was famous for elk. We saw lots of elk. And, you know, where there’s elk, there are also the animals that eat elk. So there were mountain lions and bears.

John: Bears?

Sarah: I never saw a bear. But I always told the people I was with, I said, “Don’t worry guys. If you see a bear, you don’t have to be faster than the bear. You just have to be faster than the slowest horse.”

John: Oh, that’s a good one. Did the visitors like that joke?

Sarah: They did. They thought it was really funny until I pointed out which horse was the slowest, and then that person got really nervous.

John: Did you ever see a mountain lion?

Sarah: I never saw a mountain lion. But one time, the horses were all acting really nervous and they wouldn’t go forward. And I didn’t know why they were acting this way.

John: Oh.

Sarah: They refused. And so, I ended up turning around and we went off the trail, and we had to make a big circle.

John: Really?

Sarah: And then, later, I found out that there had been a warning, that there were mountain lions in the area. And so, I think that’s why the horses refused to go.

John: Wow. Those horses sound pretty smart.

Sarah: Yeah. Sometimes in the morning, when we are the first people on the trail, I would see tracks, like wolf tracks or cougar tracks. But I never saw the real animal.

John: That’s probably lucky. Sounds like you had a really fun time at that job.

Sarah: Yeah. It was really fun and we were outdoors everyday. That was my favorite part. The air was so clean and I loved working with the animals and being in the sunshine. It was great.

TRADUÇÃO

John: Então Sarah, você falou sobre competir em um rodeio. Você já praticou algum outro esporte a cavalo?

Sarah: Sim. Bem, não é um esporte. Eu tinha um emprego, e meu trabalho era levar as pessoas a cavalo para as montanhas do Wyoming. E foi um trabalho muito divertido.
Todos os dias selávamos, talvez 15 ou 20 cavalos. E então pegaríamos iniciantes, pessoas que nunca haviam montado a cavalo antes, e mostraríamos a eles como conduzir e montar cavalos. E então, subíamos às montanhas por duas ou quatro horas ou às vezes o dia todo.

John: Bem, isso parece ótimo.

Sarah: Sim.

John: Esse era o seu trabalho?

Sarah: Esse era o meu trabalho e era muito divertido. Nós caminhávamos ao longo desses penhascos, e as pessoas ficavam nervosas e diziam: “Oh não, meu cavalo não vai cair do penhasco?” E eu dizia: “Não. Seu cavalo não quer cair do penhasco como você.”

John: Sim. Direito.

Sarah: E os cavalos eram muito bons. E para ser honesto, os cavalos quase sempre ignoravam as pessoas em suas costas.

John: Sério?

Sarah: Os cavalos, eles sabiam o caminho que estávamos tomando.

John: Oh.

Sarah: E às vezes, as pessoas gostariam de fazer algo perigoso, como ir rápido demais ou ir por um caminho diferente. E os cavalos ignorariam as pessoas e seguiriam pelo caminho que deveriam.

John: Provavelmente é melhor.

Sarah: Sim.

John: E quanto aos animais selvagens? Você está fazendo passeios a cavalo pelas montanhas, certo?

Sarah: Sim. E a área pela qual passamos era famosa pelos alces. Vimos muitos alces. E, você sabe, onde há alces, há também os animais que comem alces. Portanto, havia leões da montanha e ursos.

John: Ursos?

Sarah: Nunca vi um urso. Mas eu sempre disse às pessoas com quem estava, “Não se preocupem, pessoal. Se vocês virem um urso, não precisa ser mais rápido do que o urso. Você só precisa ser mais rápido do que o cavalo mais lento.”

John: Oh, essa é boa. Os visitantes gostaram dessa piada?

Sarah: Eles fizeram. Eles acharam muito engraçado até que eu indiquei qual cavalo era o mais lento, e então aquela pessoa ficou muito nervosa.

John: Você já viu um leão da montanha?

Sarah: Nunca vi um leão da montanha. Mas uma vez, os cavalos estavam todos muito nervosos e não queriam avançar. E eu não sabia por que eles estavam agindo assim.

John: Oh.

Sarah: Eles recusaram. E assim, acabei dando meia volta e saímos da trilha, e tivemos que fazer um grande círculo.

John: Sério?

Sarah: E então, mais tarde, descobri que havia um aviso, que havia leões da montanha na área. E então, acho que é por isso que os cavalos se recusaram a ir.

John: Uau. Esses cavalos parecem muito inteligentes.

Sarah: Sim. Às vezes, pela manhã, quando éramos os primeiros na trilha, eu via rastros, como rastros de lobo ou de puma. Mas nunca vi o animal real.

John: Provavelmente é sorte. Parece que você se divertiu muito naquele trabalho.

Sarah: Sim. Foi muito divertido e estávamos ao ar livre todos os dias. Essa foi a minha parte favorita. O ar estava tão limpo e adorei trabalhar com os animais e estar ao sol. Foi ótimo.

← Voltar para intermediário