TRANSCRIÇÃO

Hi there,

Steve Kaufmann. This is going to be the first in a series of 7 videos where I deal with each of the seven habits of highly effective people that Stephen Covey covers in his book, which I made a reference to in my video last week. First of all I’ll go over very quickly the 7 habits and this is advice for people in their lives, advice for Managers, advice for business people and for people generally. The Stephen Covey, and you can Google Stephen Covey, C.O.V.E.Y, 7 habits and you will get a lot more information, but there are 7 habits.

The first 3 have to do with Independence. The second 3 have to do with interdependence and the 7th one has to do with constantly renewing yourself and constantly improving.

So the first one today, I am going to talk about, is the need to be proactive. I think it’s true in many things in life, if we wait for things to happen to us, some things may have, I mean, many things will happen to you. However by being proactive, by taking initiatives, by pursuing your goals, it is more likely that good things are going to happen to you. And certainly I found in language learning that as long as I was a passive learner in school with a Teacher teaching me and as long as I waited for the Teacher somehow or the text book to teach me, I wasn’t making very good progress.

Once I took control of my learning, once I went out – and this meant looking for things in the language that interested me; books, in the case of Chinese, books with, in those days before the internet, books with vocabulary lists behind each chapter. Taking the initiative in terms of what I wanted to learn about, what aspects of the language I needed to work on.

Taking the initiative not to stay with the program that the Teacher is leading you into, in the classroom. Many Teachers don’t like this. They don’t want the students to get ahead of them, this is so wrong because the language isn’t just chapter 1, chapter 2, and chapter 3. The language is basically a whole package and we learn different parts of it again and again and again and so for the student to go out and find things of interest to him or her and then go back and do what they are doing in class, all of this is good. You have to take the initiative, you have to take responsibility.

There are people who say that there’s no bad learners, there’s only a bad teacher. I don’t believe that at all. I think whether you are in a classroom, or whether you are studying on your own, only those learners who take the initiative, who are motivated enough to take charge of their learning, are going to be successful. And we have ample evidence of this in our school system in Canada, and I am sure in other language schools where a small percentage of the learners actually improve and equally large numbers can improve on their own if they are motivated, so that the important point is not the number of instructional hours, the important point is; to what extend are you prepared to be proactive and take charge of your own learning.

So that is the first of the 7 habits that Stephen Covey talks about and it might even be the most important.

Be proactive. Take charge of your own learning. And that is the first of the 7 habits of highly effective people.

Thank you for listening.

Bye for now.

TRADUÇÃO

Olá,

Steve Kaufmann. Este será o primeiro de uma série de 7 vídeos em que lido com cada um dos sete hábitos de pessoas altamente eficazes que Stephen Covey cobre em seu livro, ao qual fiz uma referência em meu vídeo na semana passada. Em primeiro lugar, vou repassar muito rapidamente os 7 hábitos e este é um conselho para as pessoas em suas vidas, conselho para gerentes, conselho para empresários e para pessoas em geral. O Stephen Covey, e você pode Google Stephen Covey, C.O.V.E.Y, 7 hábitos e você obterá muito mais informações, mas existem 7 hábitos.

Os 3 primeiros têm a ver com a Independência. Os segundos 3 têm a ver com interdependência e o 7º tem a ver com renovar-se e melhorar constantemente.

Então, o primeiro de hoje, vou falar, é a necessidade de ser proativo. Acho que é verdade em muitas coisas na vida, se esperarmos que as coisas aconteçam conosco, algumas coisas podem ter, quer dizer, muitas coisas vão acontecer com você. No entanto, sendo proativo, tomando iniciativas, perseguindo seus objetivos, é mais provável que coisas boas aconteçam com você. E certamente descobri no aprendizado de línguas que, enquanto eu fosse um aluno passivo na escola com um professor me ensinando e enquanto eu esperasse pelo professor de alguma forma ou pelo livro para me ensinar, eu não estava fazendo um bom progresso.

Uma vez que assumi o controle de meu aprendizado, uma vez que saí – e isso significava procurar coisas no idioma que me interessassem; livros, no caso do chinês, livros com, naqueles tempos antes da internet, livros com listas de vocabulário por trás de cada capítulo. Tomando a iniciativa em termos do que eu queria aprender, quais aspectos da linguagem eu precisava trabalhar.

Tomar a iniciativa de não ficar com o programa para o qual o Professor o está conduzindo, em sala de aula. Muitos professores não gostam disso. Eles não querem que os alunos os superem, isso é tão errado porque a linguagem não é apenas o capítulo 1, o capítulo 2 e o capítulo 3. A linguagem é basicamente um pacote completo e nós aprendemos diferentes partes dele novamente e de novo e de novo e assim, para o aluno sair e encontrar coisas do seu interesse e depois voltar e fazer o que está fazendo na aula, tudo isso é bom. Você tem que tomar a iniciativa, você tem que assumir a responsabilidade.

Há quem diga que não existem maus alunos, só existe um mau professor. Eu não acredito nisso de forma alguma. Acho que, quer você esteja em uma sala de aula ou estudando por conta própria, apenas os alunos que tomam a iniciativa, que estão motivados o suficiente para assumir o controle de sua aprendizagem, terão sucesso. E temos ampla evidência disso em nosso sistema escolar no Canadá, e tenho certeza em outras escolas de idiomas, onde uma pequena porcentagem dos alunos realmente melhora e um número igualmente grande pode melhorar por conta própria se estiverem motivados, de modo que o ponto importante não é o número de horas de instrução, o ponto importante é; em que medida você está preparado para ser proativo e assumir o controle de seu próprio aprendizado.

Então esse é o primeiro dos 7 hábitos sobre os quais Stephen Covey fala e pode até ser o mais importante.

Seja pro ativo. Assuma o controle de seu próprio aprendizado. E esse é o primeiro dos 7 hábitos de pessoas altamente eficazes.

Obrigado por ouvir.

Adeus por agora.

← Voltar para avançado