TRANSCRIÇÃO

Julia: So Nathan, I got a ride here with you today and I noticed in the car that you were a little bit angry.

Nathan: You know that was me toned down.

Julia: Oh my goodness.

Nathan: I can seriously get mega road rage.

Julia: Where’s it coming from? Where’s it coming from?

Nathan: I think it’s because I think that everybody should be like aware and considerate of everything around them and I try to be so I try to never go over the speed limit. If I can see like there’s a row of traffic coming on and there’s a car stopping the traffic because they want to turn, I always try to let them turn and I think that some people are selfish and it drives me bonkers.

Julia: So you have road compassion and road rage at the same time?

Nathan: Yeah, maybe. But it’s interesting because I’m going through a process at the moment of trying to wash away this road rage and actually it comes from your husband. He’s kind of like my yogic master and he’s telling me all these things to help me. He’s, when somebody does something crazy and your husband is in the car with me going to work every day…

Julia: Does he give you the voice in their head?

Nathan: And he says you know it’s just a mistake. They didn’t normally want to do that kind of thing but just this one time they made a mistake and they probably won’t do it again and it doesn’t matter. Or if I say yeah but lots of people do that and he says but they’re not going to change, you can’t drive their car, you can only…

Julia: He’s infuriating with his wisdom, isn’t he?

Nathan: Well but it’s useful because it’s me changing, like it’s helping reduce my stress but it’s made me think about some other things as well.

Julia: So do you think there’s a job out there then for people who become passengers to road ragers and give them this calming voice? They sit there in the passenger seat and as you’re driving along and your road rage manifests, this person has then to calm you down and talk you through it. Do you think there’s a job there, do you could make money from that?

Nathan: I reckon five years ago when the economy was pretty good that would have been a possibility but I think that now that maybe people don’t have that money to splash around.

Julia: We’re all just stuck with our road rage then?

Nathan: Stuck with my road rage.

TRADUÇÃO

Julia: Então Nathan, eu peguei uma carona aqui com você hoje e percebi no carro que você estava um pouco bravo.

Nathan: Você sabe que fui eu atenuado.

Julia: Oh meu Deus.

Nathan: Eu posso realmente pegar uma megafúria na estrada.

Julia: De onde está vindo? De onde vem isso?

Nathan: Eu acho que é porque eu acho que todos deveriam estar cientes e ter consideração por tudo ao seu redor e tento ser, então tento nunca ultrapassar o limite de velocidade. Se eu posso ver que há uma fila de trânsito e um carro parando o trânsito porque eles querem virar, sempre tento deixá-los virar e acho que algumas pessoas são egoístas e isso me deixa maluco.

Julia: Então você tem compaixão e fúria na estrada ao mesmo tempo?

Nathan: Sim, talvez. Mas é interessante porque estou passando por um processo no momento de tentar lavar essa raiva da estrada e, na verdade, ela vem do seu marido. Ele é meio que meu mestre da ioga e está me dizendo todas essas coisas para me ajudar. Ele é, quando alguém faz uma loucura e seu marido fica no carro comigo indo para o trabalho todos os dias …

Julia: Ele te dá a voz na cabeça deles?

Nathan: E ele diz que você sabe que é apenas um engano. Eles normalmente não queriam fazer esse tipo de coisa, mas desta vez eles cometeram um erro e provavelmente não farão de novo e não importa. Ou se eu disser que sim, mas muitas pessoas fazem isso e ele diz mas eles não vão mudar, você não pode dirigir o carro deles, você só pode …

Julia: Ele está enfurecendo com sua sabedoria, não é?

Nathan: Bem, mas é útil porque sou eu mudando, como se estivesse ajudando a reduzir meu estresse, mas também me fez pensar em outras coisas.

Julia: Então você acha que há um trabalho lá fora para as pessoas que se tornam passageiros de road ragers e lhes dão essa voz calmante? Eles se sentam no banco do passageiro e, enquanto você dirige e sua raiva na estrada se manifesta, essa pessoa precisa acalmá-lo e conversar com você sobre o assunto. Você acha que tem um emprego aí, você poderia ganhar dinheiro com isso?

Nathan: Acho que há cinco anos, quando a economia estava muito boa, isso seria uma possibilidade, mas acho que agora que talvez as pessoas não tenham esse dinheiro para gastar.

Julia: Estamos todos presos à nossa raiva da estrada, então?

Nathan: Preso com minha raiva da estrada.

← Voltar para avançado