TRANSCRIÇÃO

A few years ago, I felt like I was stuck in a rut, so I decided to follow in the footsteps of the great American philosopher, Morgan Spurlock, and try something new for 30 days. The idea is actually pretty simple. Think about something you’ve always wanted to add to your life and try it for the next 30 days. It turns out 30 days is just about the right amount of time to add a new habit or subtract a habit — like watching the news — from your life.

There’s a few things that I learned while doing these 30-day challenges. The first was, instead of the months flying by, forgotten, the time was much more memorable. This was part of a challenge I did to take a picture every day for a month. And I remember exactly where I was and what I was doing that day. I also noticed that as I started to do more and harder 30-day challenges, my self-confidence grew. I went from desk-dwelling computer nerd to the kind of guy who bikes to work. For fun! Even last year, I ended up hiking up Mt. Kilimanjaro, the highest mountain in Africa. I would never have been that adventurous before I started my 30-day challenges.

I also figured out that if you really want something badly enough, you can do anything for 30 days. Have you ever wanted to write a novel? Every November, tens of thousands of people try to write their own 50,000-word novel, from scratch, in 30 days. It turns out, all you have to do is write 1,667 words a day for a month. So I did. By the way, the secret is not to go to sleep until you’ve written your words for the day. You might be sleep-deprived, but you’ll finish your novel. Now is my book the next great American novel? No. I wrote it in a month. It’s awful. But for the rest of my life, if I meet John Hodgman at a TED party, I don’t have to say, “I’m a computer scientist.” No, no, if I want to, I can say, “I’m a novelist.”

So here’s one last thing I’d like to mention. I learned that when I made small, sustainable changes, things I could keep doing, they were more likely to stick. There’s nothing wrong with big, crazy challenges. In fact, they’re a ton of fun. But they’re less likely to stick. When I gave up sugar for 30 days, day 31 looked like this.

So here’s my question to you: What are you waiting for? I guarantee you the next 30 days are going to pass whether you like it or not, so why not think about something you have always wanted to try and give it a shot! For the next 30 days.

Thanks.

TRADUÇÃO

Há alguns anos, senti que estava preso em uma rotina, então decidi seguir os passos do grande filósofo americano, Morgan Spurlock, e tentar algo novo por 30 dias. A ideia é bem simples. Pense em algo que você sempre quis adicionar à sua vida e experimente pelos próximos 30 dias. Acontece que 30 dias é a quantidade certa de tempo para adicionar um novo hábito ou subtrair um hábito – como assistir ao noticiário – de sua vida.

Aprendi algumas coisas ao fazer esses desafios de 30 dias. A primeira foi, em vez de os meses voarem, esquecidos, o tempo ficou muito mais memorável. Isso foi parte de um desafio que fiz para tirar uma foto todos os dias durante um mês. E eu me lembro exatamente onde estava e o que estava fazendo naquele dia. Também percebi que, à medida que comecei a fazer mais e mais desafios de 30 dias, minha autoconfiança aumentou. Eu fui de um nerd de computador que trabalhava em uma mesa para o tipo de cara que vai de bicicleta para o trabalho. Para se divertir! Mesmo no ano passado, acabei escalando o Monte. Kilimanjaro, a montanha mais alta da África. Eu nunca teria sido tão aventureiro antes de começar meus desafios de 30 dias.

Eu também descobri que se você realmente quer algo muito, pode fazer qualquer coisa por 30 dias. Você já quis escrever um romance? Todo mês de novembro, dezenas de milhares de pessoas tentam escrever seu próprio romance de 50.000 palavras, do zero, em 30 dias. Acontece que tudo que você precisa fazer é escrever 1.667 palavras por dia durante um mês. Então eu fiz. A propósito, o segredo é não dormir antes de escrever as palavras do dia. Você pode estar com falta de sono, mas terminará seu romance. Meu livro é o próximo grande romance americano? Não. Eu escrevi em um mês. É horrível. Mas, para o resto da minha vida, se eu encontrar John Hodgman em uma festa TED, não preciso dizer: “Sou um cientista da computação”. Não, não, se eu quiser, posso dizer: “Sou um romancista”.

Então, aqui está uma última coisa que eu gostaria de mencionar. Aprendi que quando fazia pequenas mudanças sustentáveis, coisas que podia continuar fazendo, era mais provável que persistissem. Não há nada de errado com desafios grandes e malucos. Na verdade, eles são muito divertidos. Mas é menos provável que eles colem. Quando desisti do açúcar por 30 dias, o dia 31 ficou assim.

Então, aqui vai a minha pergunta para você: o que você está esperando? Garanto que os próximos 30 dias vão passar, goste ou não, então por que não pensar em algo que você sempre quis experimentar e tentar! Pelos próximos 30 dias.

Obrigado.

← Voltar para avançado